logo
Catarine Martins Sobre Mim
O Le Fashionaire é um destino inspirador onde partilho o meu estilo e a sua constante evolução, os meus segredos de beleza e tudo aquilo que me inspira desde sítios a livros e pessoas. O foco está na partilha de conteúdo atemporal e de alta qualidade, mantendo-me sempre fiel a mim mesma.
About       Contact  

Continuo a usar roupa que era da minha mãe, e depois?

Le Fashionaire Continuo a usar roupa que era da minha mãe, e depois? vestido manga curta branco bordado colete preto pele zara girassois amarelos furla bege mala modelo twiggy chinelos amarelos laco cetim zara 4830 PT 805x537

Vestidos. De entre as muitas coisas que eu e a minha mãe tínhamos em comum conta-se o gosto pela roupa. A minha mãe era mais amante de sapatos, eu gosto mais de malas, mas como vestíamos o mesmo tamanho (e tendo uma diferença de apenas 19 anos) partilhávamos roupa muitas vezes. Eu admito que sou super esquisita a emprestar roupa (as minhas amigas que o digam) porque sinto as peças de que gosto mesmo como parte da minha história de vida (é estranho, eu sei). Ou seja, é preciso que confie muito em alguém para emprestar uma peça de roupa.

Dei por mim a pensar que cada um lida com a morte à sua maneira. E não há maneiras melhores do que as outras porque a morte é o que é: uma tremenda duma bosta.

Mas, eu e a minha mãe tínhamos uma relação mais do que especial, super cúmplice. E, quando ela morreu (poupem-me o faleceu, odeio a palavra) continuei a usar aquelas roupas que eram dela mas de que gosto muito. E que, de todo o modo, já usava antes.  Sempre o vi como algo natural, como uma maneira de a ter comigo, até. É certo que ela está sempre comigo independentemente do que eu vista – não há dia em que não acorde e não sinta saudades – mas as nossas roupas também são um bocadinho de nós.

 

Até que na semana passada vesti este vestido – que era da minha mãe – e encontrei uma pessoa na rua que a conhecia bem. E que se lembrava de a ver com o vestido. É claro que me perguntou, descaradamente, se eu não achava estranho usar roupa da minha mãe. Não, não acho. Se há pessoa que conhecia a minha mãe neste mundo sou eu. E tenho a certeza que ela adoraria que eu continuasse a usar as suas roupas.

 

Fui à minha vida e dei por mim a pensar que cada um lida com a morte à sua maneira. E não há maneiras melhores do que as outras porque a morte é o que é: uma tremenda duma bosta. Cabe-nos reagir, andar para a frente, superar.

E, a minha maneira de continuar passa por manter viva a minha mãe dentro de mim. Falo dela com naturalidade – mesmo que a voz me saia embargada – e visto as roupas dela porque para mim é natural. Sempre foi. E depois? Quem é alguém que nunca passou por isso para me julgar?

Le Fashionaire Continuo a usar roupa que era da minha mãe, e depois? moda inspiracao vestido manga curta branco bordado girassois amarelos furla bege mala modelo twiggy chinelos amarelos laco cetim zara 4834 PT 805x1208
Le Fashionaire Continuo a usar roupa que era da minha mãe, e depois? blogueira catarine martins vestido manga curta branco bordado colete preto pele zara girassois amarelos relogio dourado rosefield watches 4876 PT 805x537
Le Fashionaire Continuo a usar roupa que era da minha mãe, e depois? blogueira catarine martins vestido manga curta branco bordado colete preto pele zara girassois amarelos 4815 PT 805x1166
Le Fashionaire Continuo a usar roupa que era da minha mãe, e depois? vestido manga curta branco bordado colete preto pele zara girassois amarelos furla bege mala modelo twiggy chinelos amarelos laco cetim zara 4798 PT 805x1208
Le Fashionaire Continuo a usar roupa que era da minha mãe, e depois? moda inspiracao vestido manga curta branco bordado girassois amarelos furla bege mala modelo twiggy chinelos amarelos laco cetim zara 4807 PT 805x546
Le Fashionaire Continuo a usar roupa que era da minha mãe, e depois? vestido manga curta branco bordado colete preto pele zara girassois amarelos furla bege mala modelo twiggy chinelos amarelos laco cetim zara 4820 PT 805x1208
Le Fashionaire Continuo a usar roupa que era da minha mãe, e depois? moda inspiracao girassois amarelos chinelos amarelos laco cetim zara 4892 PT 805x534
Vestido: Antigo
Colete: Zara
Chinelos: Zara
Colares: Ourivesaria
Mala: Furla
Relógio: Rosefield

Onde encontrar o look

Le Fashionaire Continuo a usar roupa que era da minha mãe, e depois? 350
7 Comentários
  • 2017-07-12

    Querida Catarine, não fazia ideia que tinhas perdido a tua mãe (e a tua melhor amiga ao mesmo tempo pelo que li) e queria só dizer-te o quanto lamento. Um enorme beijinho!

  • Daniela
    Responder
    2017-07-12

    Oi, perdi a minha mãe pouco mais de 1 ano, e me vi no seu post…. tb tínhamos os gostos muito parecido e o tamanho tb, ela tinha bastante coisa, doei algumas e fiquei com aquelas que eu sei que irei usar… tb nao acho estranho e não me importo o que os outros pensam…. como vc disse todos os dias me lembro dela e vestindo a roupas que eram dela nao irá mudar em nada…. boa sorte e grande bj

  • 2017-07-12

    O melhor post que li esta semana. És linda! (:

  • Joana Sousa
    Responder
    2017-07-12

    Que texto bonito, Catarine. A tua Mãe ficaria orgulhosa do teu coração doce e forte. E se a mantens contigo assim, que seja 🙂 eu foço o mesmo com algumas coisas da minha avó e a minha Mãe também o faz. É memória 🙂

  • 2017-07-12

    Não acho que tenha mal nenhum. Até acho bem especial usar peças de pessoas que nos foram (e sempre serão) muito queridas! Um beijinho

    Diana P

    https://fashionafter30s.blogspot.pt/

  • Virginia Severino
    Responder
    2017-07-12

    Catarine também perdi minha mãe à um ano. E continuo a usar as roupas dela .Como te conpreendo.beijinhos

  • 2017-07-18

    Mais uma vez um texto lindo! Acho super especial continuares a usar as roupas da tua mãe, não vejo problema algum nisso, ela está contigo e estará para sempre. Adoro sempre que publicas algo assim tão intimista querida.

    Mil beijinhos,
    http://mimiswardrobe.blogs.sapo.pt

Deixar uma resposta

Ao continuar a usar esta página estará a consentir o uso de cookies. mais informação

O uso de cookies nesta página está autorizado para permitir-lhe a melhor experiência de utilização possível. Se continuar a usar este website sem mudar as definições de cookies ou caso clique explicitamente em "Aceitar" na janela abaixo, estará a consentir a sua utilização.

Fechar